Acusado de matar líder comunitário é preso

noticia_42281

O assassinato do líder comunitário do conjunto Selma Bandeira, no bairro do Benedito Bentes, Ronaldo Correia de Lima, de 46 anos, morto a tiros no dia 16 deste mês, em Maceió, está esclarecido. O acusado foi preso, neste sábado (27), no município de São José da Laje, interior de Alagoas.

Trata-se de Jackson Roberto Brito da Costa, conhecido como “Mago”, de 20 anos.

Ao chegar à Delegacia Regional de Polícia Civil de União dos Palmares (11ª DRP), e ser interrogado pelo delegado Jorge Barbosa, titular de Santana do Mundaú, Jackson confessou ter executado  a tiros o líder comunitário do Conjunto Selma Bandeira

“Mago” foi preso por posse ilegal de arma de fogo, por militares do Pelopes, durante uma abordagem. Com ele foram aprendidos um rifle calibre 44 e um revólver calibre 38.

Segundo o chefe de Operações de Santana do Mundaú, agente Elvan Santos, da Delegacia de Santana do Mundaú, de plantão na 11ª DRP, Jackson disse que o revólver apreendido hoje com ele foi o mesmo utilizado para matar o líder comunitário.

Ascom/PC

(Visited 233 times, 1 visits today)