Amigos fazem vaquinha para mulher que teve casa incendiada no Natal

Mulher perdeu a casa e roupas no Natal; amigos tentam ajudar a reconstruir. Segundo ela, incêndio foi provocado pelo ex; polícia de Sorocaba investiga.

A noite de Natal do ano passado foi traumática para a manicure Maria Rosa Alves Ribeiro, de 42 anos. Ela perdeu a casa, roupas e comida depois que um incêndio destruiu o imóvel onde morava, em Sorocaba (SP). O fogo, segundo ela, foi causado por um ex-namorado, com quem tinha discutido minutos antes. Comovidos com a situação, amigos da manicure resolveram fazer uma “vaquinha” na internet para ajudá-la a comprar tudo o que perdeu.

Em entrevista ao G1, a manicure diz que o ex-namorado apareceu na casa dela na madrugada do domingo de Natal. “Ele não aceita que eu não quero voltar. Foi em casa, armou uma confusão e até bateu em uma amiga que estava pedindo para ele ir embora numa boa”, lembra. O casal teve um relacionamento que durou dois anos, mas que acabou há mais de 10 anos, segundo Mariah, como é conhecida entre os amigos.

Por conta da agressão, ela e a amiga foram até a delegacia de plantão para registrar um boletim de ocorrência. Enquanto estava na polícia, Mariah soube que sua casa estava pegando fogo. “Eu estava na delegacia quando recebi uma ligação de uma vizinha falando que meu ex tinha subido no telhado, jogado gasolina e tacado fogo. Fiquei chocada”, afirma.

O incêndio destruiu os três quartos e a sala da residência, além de ter danificado parcialmente os outros cômodos. “Eu perdi todas as minhas roupas, sapatos, objetos pessoais e documentos. Só fiquei com a roupa do corpo e o meu RG. Por sorte, não tinha ninguém em casa na hora. Só os meus cachorros que estavam no quintal, que não se machucaram porque se esconderam na hora do incêndio”, diz.

Diante da situação, Mariah precisou se mudar para a casa da filha ainda no dia do Natal e agora vive com doações de amigos para poder se vestir e até comer. “O que eu falo para todo mundo é que, por pior que seja a situação, eu sempre trabalhei muito para ter as minhas coisas e vou continuar trabalhando. Pior seria se a gente estivesse lá. Mas me revolta saber que alguém pode fazer uma coisa dessa. Ele destruiu meu Natal e meu Ano Novo”, lamenta.

Mariah registrou um boletim de ocorrência sobre o incêndio na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba. Ela, inclusive, pediu uma medida protetiva para evitar que o ex volte a se aproximar dela. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Criada com o objetivo de levantar a quantia de R$ 20 mil, a “vaquinha” on-line já arrecadou R$ 3 mil. “Tenho recebido ajuda de muita gente, meus amigos, patrões e até de desconhecidos. Sou muito grata. Se Deus quiser, logo vou conseguir reerguer minha casa. A gente não deixa de ter força, raça e de sonhar, sempre”, finaliza.

g1

10/01/2017