Após reintegração de posse, barracos começam a ser demolidos na Zona Leste de SP

Moradora de terreno no Jardim Colonial diz que não tem para onde ir. Coordenador do MTST foi detido durante a reintegração de posse.

A demolição dos barracos instalados em um terreno particular no Jardim Colonial, na região de São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, começou no início da tarde desta terça-feira (17) depois que a Justiça determinou a reintegração de posse do local. A Tropa de Choque da Polícia Militar foi acionada e entrou em confronto com os moradores. Cerca de 700 famílias e 3 mil pessoas moravam no local.

Dois integrantes do MTST, Guilherme Boulos e José Ferreira Lima, foram detidos e encaminhados ao 49º DP (São Mateus). Segundo a PM, a dupla foi detida acusada de participar de ataques com rojão contra a PM, incitação à violência e desobediência.

Por volta das 7h, os moradores acompanhados por Boulos pediram para os oficiais de Justiça aguardarem a análise do pedido do Ministério Público de suspensão da ação de reintegração de posse para tentarem reverter a decisão, mas não conseguiram e, às 8h20, a Polícia Militar avançou. Bombas de gás lacrimogêneo e gás de pimenta foram utilizados na ação.

Os moradores da comunidade colonial disseram que foram notificados há uma semana por um oficial de Justiça e tentaram resistir com barricada na Rua André de Almeida. O terreno é de propriedade particular e cerca de 6 mil pessoas vivem há um ano e meio no local. Os tratores usados para remover os barracos são dos proprietários dos terrenos, segundo a Prefeitura.

“Quem não tem para onde ir fica na rua”, disse uma moradora após a reintegração de posse.

Por meio de nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que “a PM atendeu ao pedido para apoiar os oficiais de Justiça no cumprimento da reintegração de posse em dois terrenos em São Mateus”.

“Após tentativa de negociação dos oficiais com as famílias, sem acordo, os moradores resistiram hostilizando os PMs, arremessando pedras, tijolos, rojões e montando três barricadas com fogo. Um policial militar ficou ferido de leve por uma bomba caseira e duas viaturas do Choque foram danificadas. A PM agiu para garantir o cumprimento da ordem judicial.

A Prefeitura de São Paulo informou, por meio de nota, que os moradores da ocupação Colonial devem se inscrever para programas de moradia nos postos de atendimento da Cohab (Prefeitura Regional Cidade Tiradentes Rua Juá Mirim S/N – Cid. Tiradentes Central de Atendimento Habitacional Av. São João, 299 – Centro) ou pela internet.

g1

17/01/2017

(Visited 4 times, 1 visits today)