Calendário da Fapeal ganha divulgação em galeria de arte do Cesmac

A edição 2018 do calendário temático da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), lançada oficialmente no começo do mês, ganhou mais um evento de divulgação. Na quarta-feira (21), docentes das áreas de pesquisa e pós-graduação e funcionários do Centro Universitário Cesmac foram convidados para mais um lançamento, na Galeria Cesmac de Arte Fernando Lopes.

O tema ‘Patrimônio Laboratorial Alagoano’, escolhido para a 15ª edição consecutiva do calendário, convida a um passeio pelos laboratórios de instituições representativas para a ciência e desenvolvimento do Estado.

O Cesmac ilustra o mês de maio com imagens de seu Núcleo de Robótica. Concebido em 2016, o espaço abriga projetos integrados a diversas disciplinas de graduação, iniciação científica, pós-graduação e mestrado.

Trata-se de um laboratório do tipo multiusuário, que beneficia cursos de áreas diversas, como Sistemas de Informação, Engenharia Elétrica, Medicina, Odontologia e Farmácia. O núcleo é vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, sendo considerado ferramenta para transformar teoria em algo prático.

Patrimônio Cultural

O historiador Douglas Apratto Tenório, atual vice-reitor do Cesmac, idealizou o calendário da Fapeal como um projeto de pesquisa, em 2003. Ao longo das treze primeiras edições, o produto esteve sob sua coordenação. Todas as edições do calendário cristalizam temas ligados à formação cultural, histórica, social, antropológica e econômica do povo alagoano.

A cada ano, as pesquisas resultaram em um livro, além dos próprios calendários. Mas, estes, tornaram-se itens de coleção e já servem como referência na afirmação da identidade alagoana.

A partir de 2016, a responsabilidade de produção dos calendários ficou a cargo da própria Fapeal, tendo o historiador atuado ainda como consultor científico do produto que resgatou o sentido da ciência, tecnologia e inovação para o bicentenário de Alagoas, com imagens pesquisadas no acervo do Arquivo Público do Estado.

“Quero parabenizar as escolhas da Fapeal. Tanto o tema de 2016 quanto o deste ano foram significativos e mantiveram o sentido de prestigiar a pesquisa, a cultura e a história de Alagoas. Ambos ficaram muito expressivos. Espero que a trajetória do calendário continue por anos a fio”, comenta o professor Douglas Apratto.

“Para além de um simples objeto que pode ficar pendurado em uma parede, trata-se de uma obra que a cada versão renova sua responsabilidade em colaborar com a formação do sujeito histórico alagoano. Serve de inspiração”, aponta o professor Fábio Guedes, diretor-presidente da Fapeal.

Representatividade

“Patrinômio Laboratorial Alagoano” retrata laboratórios na Ufal, Uneal, Uncisal, Ifal, Cesmac, Unit, Senai, em uma escola de tempo integral da rede estadual no bairro Graciliano Ramos, em Maceió, e no Laboratório de Genética Forense da Perícia Oficial do Estado de Alagoas.

A 15ª edição, além de trazer o universo dos laboratórios para mais perto do público, também desvela a presença de traços significativos da realidade dos alagoanos no ambiente de trabalho dos nossos cientistas.

Em meio a microscópios, lasers, telescópios e robôs, as imagens capturam elementos intrínsecos às pesquisas, que denotam a preocupação científica com temas que importam ao quotidiano de todos, como alimentação, educação, segurança, saneamento básico e recursos naturais.

O calendário da Fapeal é distribuído gratuitamente. Sua tiragem anual é única e limitada.

Ascom – 22/03/2018

(Visited 1 times, 1 visits today)