Detentos são achados mortos dentro do Sistema Prisional de Alagoas

Dois corpos estavam em módulos do Cadeião, em Maceió.
Sindicato acredita que vítimas tenham sido mortas por brigas entre rivais.

Dois detentos que cumprem pena na Casa de Custódia, conhecida como Cadeião, que fica dentro do Sistema Prisional, em Maceió, foram achados mortos na tarde desta quinta-feira (12). Agentes penitenciários encontraram os corpos em módulos da unidade. Um preso suspeito de ter sido o assassino foi levado para a delegacia.

Segundo a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), os presos foram identificados como Jonathan Marques Tavares, 24, e Alexsandro Neves, 39. O primeiro era natural de Alagoas e, o segundo, de Sergipe.

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen), o motivo das mortes ainda é desconhecido e a suspeita é de que as vítimas tenham sido assassinadas por rivais que tinham dentro do presídio.

De acordo com a Seris, José Hildemar da Cruz é suspeito de ter cometido um dos crimes. Ele cumpria pena na unidade prisional e foi identificado após análise nas gravações de câmeras de segurança do prédio.

Cruz foi levado até a Delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento. A Seris não informou qual das vítimas ele teria matado.

Fotos dos mortos foram divulgadas pelos agentes penitenciários. As imagens são fortes. Em primeira vista, os corpos parecem estar desfigurados. Um deles está com o rosto coberto com um pedaço de pano e, o outro, revestido com um colchão e lençóis.

No último dia 6, uma vistoria foi feita em presídios de Maceió para evitar rebeliões no estado. Na ocasião, foram apreendidos aparelhos celulares e armas artesanais.

g1

12/01/2017

(Visited 3 times, 1 visits today)