Edifício de 15 andares desaba em Teerã e mata bombeiros que combatiam incêndio

TV pública iraniana transmitia imagens do fogo quando o prédio desabou. Trinta bombeiros que estavam no local morreram.

Um edifício de 15 andares no qual dezenas de bombeiros tentavam apagar um incêndio desabou nesta quinta-feira (19) em Teerã. Dezenas de pessoas ficaram feridas. Trinta bombeiros morreram, de acordo com a Associated Press, citando a TV estatal. As imagens do colapso do prédio foram transmitidas ao vivo pela televisão pública iraniana.

O prédio, construído em 1962 e que abrigava um centro comercial e ateliês têxteis, foi esvaziado momentos antes do desabamento, mas havia dezenas de bombeiros em seu interior tentando apagar as chamas, de acordo com a France Presse.

“Havíamos advertido várias vezes os responsáveis do edifício” de que não era seguro, declarou um porta-voz dos bombeiros, Jalal Maleki, lamentando que não tenham levado em conta as advertências. Contrariando as normas de segurança, roupas estavam armazenadas nas escadas.

O incêndio, que durou quatro horas, começou no 9º andar e se propagou até o 15º, segundo os bombeiros.

Antes do desabamento, a televisão divulgou imagens nas quais enormes chamas saíam dos últimos andares.

O edifício foi construído pelo empresário judeu Habibollah Elghanian, que, depois da revolução islâmica de 1979, foi condenado à morte e executado por seus supostos vínculos com Israel.

g1

19/01/2017