Grupo que fazia transmissão ao vivo em rede social é roubado em SP

Assalto aconteceu na noite desta terça-feira (17) em praça de Cubatão (SP). Amigos cantavam e dançavam quando os dois suspeitos se aproximaram.

Um grupo formado por oito amigos foi assaltado, na noite desta terça-feira (17), em Cubatão (SP). No momento do crime, uma das jovens fazia uma transmissão ao vivo para cerca de 50 pessoas por meio de uma rede social. Em determinado momento do vídeo, dois suspeitos se aproximaram e, armados, anunciaram o assalto. Quatro aparelhos celulares foram levados.

A transmissão ao vivo começou exatamente às 23h22. Ela estava sendo feita pelo perfil da jovem Thayane Lima, uma das vítimas dos assaltantes. Nas imagens, o grupo aparece brincando e cantando. Cerca de cinco minutos depois, às 23h27, a garota avisou, utilizando a mesma página, que dois criminosos armados haviam abordado o grupo.

Em entrevista ao G1, Thayane contou que os amigos chegaram no local cerca de duas horas antes do assalto. “Não temos o costume de ficar nessa praça pois o local é perigoso. Mas tinha muita gente e achamos seguro. Estávamos conversando e decidi fazer a transmissão ao vivo. Liguei o celular e comecei a gravar. Do nada, os assaltantes chegaram por trás da minha amiga. Dei risada pois achei que era brincadeira. Foi aí que um deles sacou a arma e anunciou o assalto. Eles levaram quatro celulares. Em seguida, gritamos e eles correram”, relata.

“Ser roubada ao vivo é fogo. Tem que rir para não chorar. Celular é bem material. Se Deus quiser, os meus amigos vão conseguir outro. Não passei o meu celular pois escondi na calça. O que realmente importa é que estamos todos vivos e com saúde para trabalhar e conquistar outro”, completou.

O crime aconteceu no bairro Jardim Casqueiro, em uma praça bastante movimentada que fica a poucos metros de uma delegacia de polícia da cidade.  Logo após o assalto, a dupla ainda fez pelo menos mais uma vítima pelo caminho. Em seguida, eles entraram em um carro e fugiram do local. Até o momento, eles não foram identificados.

“Fomos assaltados em meio a uma praça que estava super movimentada. É fogo ver a sua mãe trabalhando igual uma louca para te dar algo e, do nada, dois bandidos chegam e levam de uma hora para outra. Estou muito nervosa até agora. É fácil falar quando você não teve uma arma apontada praticamente na sua cara”, desabafa a estudante Acássia Santos, de 19 anos, que também foi vítima da dupla.

De acordo com a Polícia Civil em Cubatão, o grupo de jovens chegou na delegacia para prestar queixa e registrar um boletim de ocorrência por volta das 10h30 desta segunda-feira. Até o momento, ninguém foi preso.

g1

18/01/2017

(Visited 1 times, 1 visits today)