Lima Junior: Daremos continuidade à nova política que o governador e Dr. Alfredo implementaram

Novo secretário diz que Mesa de Situação fortalece a integração, a união e harmonia, visando reduzir os índices de violência para patamares aceitáveis.

alfredo-2-696x464

O discurso do novo secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Lima Júnior, ocorrido nesta segunda-feira (28), durante a cerimônia de transmissão de cargo, no Palácio República dos Palmares, foi marcado pelo compromisso em continuar o trabalho de Alfredo Gaspar de Mendonça – gestor que conquistou a sociedade e todos que fazem o segmento – pela condução de um trabalho de integração e de redução significativa da violência em Alagoas.

De acordo com Lima Junior, assumir a pasta da Segurança Pública é uma missão nobre e, ao mesmo tempo, difícil. “Assumir uma pasta como essa requer muita responsabilidade. Porém, substituir o dr. Alfredo é ainda mais difícil. Mas, juntamente com todos os integrantes da segurança pública, e nosso esforço pessoal, vamos conseguir dar continuidade ao trabalho desenvolvido. Até porque, o que vem acontecendo não é projeto individual, mas, sim, uma política de segurança que o governador Renan Filho está consolidando em nosso Estado”, ressaltou o novo secretário de Segurança Pública e  ex-comandante da Polícia Militar de Alagoas (PMAL).

Lima Júnior lembra ainda, que a Polícia Militar teve um avanço que não havia sido alcançado em muitos anos.  Segundo ele, a Mesa de Situação vem fortalecendo a integração, a união e harmonia, com um objetivo único, que é reduzir os índices de violência e trazê-la para patamares aceitáveis.

“Como ex-comandante, agradeço o apoio. E, como atual secretário, agradeço a dedicação e confiança do nosso governador Renan Filho. Posso garantir que determinação e vontade não vão faltar”, completou o coronel.

Lima Junior finaliza afirmando que o maior legado de Alfredo Gaspar de Mendonça não foi apenas a redução dos índices de violência, mas, sim, fazer segurança pública com humildade, união e integração.

Agência Alagoas

181