Redução da violência é uma das maiores marcas da gestão, afirma governador

O governador Renan Filho afirmou que a redução da violência em Alagoas é uma das maiores marcas da atual gestão. A declaração foi dada durante a inauguração do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de São Sebastião, na quinta-feira (12), ao analisar o bom desempenho do Estado no 13º Anuário Brasileiro da Segurança Pública, publicado no início da semana pelo Fórum de Brasileiro de Segurança Pública.

O estudo apontou que houve redução de 19,7% no número de mortes violentas no ano de 2018 em comparação com os resultados de 2017. Essa, aliás, foi a quinta maior redução entre todos os Estados brasileiros no período avaliado.

“A redução da violência é uma das maiores marcas desse governo e nós vamos levá-la adiante”, garantiu Renan Filho, já fazendo boas projeções para os resultados de 2019, que serão divulgados em 2020.

“Se em 2018, Alagoas foi um dos Estados que mais reduziram a violência no Brasil, certamente em 2019 seremos novamente. Isso porque estamos tendo um ano histórico. Por exemplo: no mês passado, tivemos o menor número de homicídios de toda a série histórica”, recordou o governador.

“Só para que os senhores tenham noção: Maceió já chegou a ter, em um único mês, 110 homicídios. Em agosto passado, tivemos 19. Veja a diferença do que já foi para o que é agora! E vamos continuar reduzindo ainda mais a violência”, acrescentou Renan Filho.

Comparando a taxa de mortes violentas dos anos de 2017 e 2018, Alagoas também ganhou destaque regional. O Estado teve a segunda maior redução do Nordeste, ficando atrás apenas de Pernambuco.

Neac

O trabalho do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) foi outro que ganhou projeção na 13ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado na terça-feira (10). O estudo elegeu as informações estatísticas de Alagoas como as melhores do país.

A publicação anual traz dados de todas as unidades da Federação relativos a mortes violentas e também agrupa os estados conforme a qualidade de suas informações estatísticas, fornecidas pelas secretarias de Segurança Pública e/ou Defesa Social. Alagoas ficou em 1º lugar, com uma média de 95,25. A segunda melhor qualidade de informações foi do Estado do Pará.

“A Segurança Pública em nosso Estado é tratada com seriedade, transparência e dentro da legalidade”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, que também participou da inauguração do CISP de São Sebastião, o 21º Centro Integrado de Segurança Pública construído em Alagoas pelo Governo do Estado.

Os Cisps S são unidades modernas, tecnológicas, que abrigam as polícias Civil e Militar. As equipes passam a trabalhar juntas, reforçando a integração das forças de segurança no combate ao crime.

Ascom – 13/09/2019