Sala de Alerta nas Escolas leva conhecimento a alunos de Jequiá da Praia

Informar o cidadão alagoano sobre as condições climáticas do Estado tem sido uma prática constante da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) ao desenvolver o projeto Sala de Alertas nas Escolas.

Na quarta-feira (21), o município de Jequiá da Praia reuniu mais de 450 alunos da rede municipal na quadra poliesportiva da cidade para que os estudantes pudessem aprender sobre previsão do tempo, monitoramento dos rios, enchentes e deslizamentos de terra.

A ação fez parte da comemoração do Dia Mundial da Água, celebrado nesta quinta-feira (22) e foi de grande valia para a Maria Luiza, estudante do 9º ano. “Aprendi como agir diante de uma situação de risco e esclareci muitas dúvidas sobre as causas de um desastre natural”, conta.

Com o objetivo de alertar os estudantes de Jequiá da Praia, a secretária de Meio Ambiente da cidade, Luana Sportono, avalia a palestra como satisfatória. “Os alunos possuem a mente aberta para novos conhecimentos e curiosidades, principalmente após a enchente de 2017, ou seja, todo esse aprendizado será repassado para os familiares, vizinhos e amigos”.

Durante a palestra, os alunos receberam as cartilhas “O que fazer em caso de enchentes?” desenvolvidas de forma didática e ilustrativa para que do cidadão tenha em mãos dicas e sugestões quando estiver em uma situação de risco. A Sala de Alerta composta pelos meteorologistas Vinícius Pinho, Isa Rezende, Henrique Mendonça e o técnico Brunno Castro já realizou oito edições do projeto nas cidades que mais sofrem com as condições adversas do tempo e beneficiou com conhecimento e informação mais de mil alunos.

O coordenador Vinícius Pinho conta que a ideia de apresentar o funcionamento da Sala de Alerta para estudantes desperta o interesse dos alunos em aprender e disseminar informações verdadeiras. “Quanto mais nós mostrarmos a importância do monitoramento acerca do tempo no Estado, nós estamos levando não só conhecimento como também alertando sobre o perigo da divulgação de notícias falsas”, explica o meteorologista.

Ascom – 22/03/2018

(Visited 1 times, 1 visits today)