Senado dos EUA inicia audiências para ratificar gabinete de Trump

Senador Jeff Sessions, designado como procurador-geral, e o general reformado Johan Kelly, nomeado secretário de Segurança Interna, serão os primeiros a passar pela sabatina.

O Senado americano inicia nesta terça-feira (10) as audiências para a ratificar no cargo os membros do gabinete de Donald Trump, em meio a preocupações de que as pessoas designadas pelo presidente eleito não tenham sido suficientemente investigados sobre assuntos éticos ou financeiros, segundo a France Presse.

Dez dias antes de Trump assumir, os legisladores terão uma audiência com o senador Jeff Sessions, do Alabama, designado como procurador-geral, e com o general reformado Johan Kelly, nomeado secretário de Segurança Interna.

Ambas as sessões serão uma oportunidade para democratas levantarem questões sobre as propostas de imigração de Trump, tais como sua intenção de construir um muro na fronteira entre Estados Unidos e México e uma promessa de temporariamente suspender a imigração de regiões consideradas como exportadoras de terrorismo, de acordo com a Reuters.

O desafio de Trump é garantir que os 52 republicanos do Senado, entre um total de 100 senadores, mantenham-se unidos para confirmar suas escolhas ministeriais, a fim de oferecer uma transição suave quando o magnata imobiliário assumir o lugar do presidente Barack Obama em 20 de janeiro, segundo a Reuters.

Cinco outros indicados possuem audiências na quarta-feira, mesmo dia em que Trump deve realizar, em Nova York, sua primeira coletiva de imprensa desde que foi eleito presidente.

Esses cinco incluem Rex Tillerson, indicado para secretário de Estado; Betsy DeVos, para a Secretaria de Educação; Mike Pompeo, designado como diretor da CIA; Wilbur Ross, para o Comércio; e Andrew Puzder, para o Trabalho.

g1

10/01/2017