Servidores do Samu são capacitados para atendimentos de emergências cardiovasculares

Ação ocorreu nesta terça-feira (26), na sede do Núcleo de Educação Permanente, em Maceió

25ee301767258492121a64d18418c2f3_L
Olival Santos

Servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) das Bases Descentralizadas dos municípios de Joaquim Gomes, São Miguel dos Campos, São Miguel dos Milagres, Viçosa, Maragogi, Marechal Deodoro e Coruripe participaram, nesta terça-feira (26), de uma capacitação sobre Emergências Cardiovasculares.

A capacitação faz parte do curso Suporte Básico de Vida, módulo II. O curso foi realizado no Núcleo de Educação Permanente (NEP) de Maceió e é uma atualização dos conhecimentos dos servidores. O curso, ministrado pelo coordenador do NEP, médico Carlos Adriano dos Santos, foi destinado aos técnicos de enfermagem e condutores socorristas.

“Os profissionais de saúde devem realizar, periodicamente, atualizações de conhecimento e também novos cursos. Essa atualização sobre emergências cardiovasculares é fundamental porque o número de pessoas que vão a óbito no país é muito alto”, salientou o supervisor do Samu Maceió, Lucas Casado.

No curso foram discutidos assuntos relacionados com o tema Emergências Cardiovasculares, dos quais, síndromes coronarianas agudas, anginas, arritmias cardíacas, crises hipertensivas e insuficiências cardíacas descompensadas, Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), entre outras.

Também foi discutida a importância de uma avaliação primária e secundária eficiente do paciente e abordada a epidemiologia das doenças cardiovasculares. O médico Carlos Adriano dos Santos destacou que, no Brasil, uma em cada cinco pessoas sofre de alguma doença cardiovascular, daí a importância da adoção de estilo de vida saudável e uma atenção básica eficiente para prevenir esses agravos.

De acordo com Carlos Adriano dos Santos, a atualização desse módulo é fundamental para os profissionais, uma vez que 30% da população tem algum tipo de arritmia cardíaca e, desse contingente, 2% apresentam sinais muito graves do problema, evoluindo para morte.

Para Sérgio Henrique, condutor socorrista da Base Descentralizada de São Miguel dos Campos, o conhecimento adquirido nesse módulo foi relevante. “As informações foram atualizadas e houve um debate sobre como realizar um atendimento mais adequado, principalmente nas urgências e emergências cardiológicas”, destacou.

Arnaldo Santos – Agência Alagoas

(Visited 20 times, 1 visits today)